domingo, 10 de janeiro de 2010

Uma voltinha para abrir o apetite


Hoje à custa de uma boa noite de sono e de muita auto-motivação lá consegui convencer-me a sair de casa para fazer o meu primeiro longo da temporada. Eram 25km apenas mas o frio e a perspectiva de chuva não me davam muita vontade para sair. O cansaço nas pernas estava lá a ajudar.
Afinal não choveu assim tanto como estava previsto e acertei na roupa que levei, só tive frio ao principio e no final. Está sempre mais frio na cidade do que no campo. Parece que as árvores sempre servem para alguma coisa...

Alimentação:
Estes treinos longos para além da preparação física servem também para testarmos aquilo que vamos comer e beber durante a prova. Fica aqui o registo do que comi antes e durante o treino.

Pequeno-almoço (8h):
2 fatias pão torrado com azeite e queijo
1 fatia de pão torrado com mel
1 chá
1 tangerina

1 gel aos 10km
1/2 barra hidratos 15km
1 gel aos 20km
1/2 barra hidratos aos 25km

Senti o estômago um pouco vazio mesmo depois de ter tomado o primeiro gel e por isso optei por comer metade de uma barra. Senti-me sempre bem e não senti azia nem estômago cheio.

Equipamento
ténis Nike vomero 4
meias Injinji
Calças Kalenji
t-shirt termica kalenji
Camisola Kalenji
Gorro buff polar
Gorro buff
luvas kalenji
Garmin 310XT

6 comentários:

Anónimo disse...

Sugestão: no relato dos treinos (agora em anexo), continua a indicar a FC máx. Sugiro-te igualmente colocares as % de tempo nos diferentes patamares. Por exemplo no treino de hoje (25km) se a tua a FC tiver sido 168bpm (o pessoal pode pensar: este gajoteve a abrir no treino), no entanto se estiver indicado que só passate 2 ou 3 % do treino entre 160 e 170bpm já dá para entender que foi pontual, como por exemplo numa subida dura.
A FC média e máx não chega, são parâmetros pouco precisos.

Irmão de Cabelo

RuiRuim disse...

Ok vou seguir o teu conselho

Rogério Leite disse...

Preciso aprender a comer tão pouco antes de ir aos exercícios. Não te sentes fraco demais?

RuiRuim disse...

Agora não. Ia sempre correr com barras e geis e sei lá o quê. Agora nos treinos até 1h e picos não como nada e sinto-me bem. Um questão de habituares o corpo acho.

RuiRuim disse...

uma coisa que sempre consegui foi ir correr em jejum. Desde que seja um treino leve e menos de uma hora consigo na boa.

Anónimo disse...

Sou da opinião de que até 2 horas de corrida não se necessita de comida.
Questão de hábito.
Também sou da opinião que uma vez o treino terminado se deva comer na proimeira hora.

Irmão de Cabelo