segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Avózinha (etapa 12)

Estou em casa de uma verdadeira avózinha... Agora sim estou a ter os mimos a que tenho direito para a etapa seguinte. Pena a avózinha não ser uma babe... (esta parte foi postada pela maria)

Babes nao há. Gajos poucos. É mais é vacas e ovelhas. E sossego.
Hoje lia a Marca ja com 5 dias antes de me deitar. Já estava a ressacar de bola!
A avó fez-me o pequeno-almoço e depois proibiu-me de fazer o troço de 13 quilometros que vem no guia porque esta muito mau. O quarto onde dormi cheirava ao quarto do Coutinho lá em Leiria. Cheirava a velhotes. Dormi muito muito bem. E nao tenho gastroentrites nem otites nem sequer um espirro dou. Porque? Porque sou O senhor da Galé! Sou um BICHO.
Tenho tido muita sorte amigos... Com o tempo, com a bina... Com a carteira nem por isso. Upa... a vida nao é barata aqui...

2 comentários:

joana roldana disse...

Se calhar a avozinha é uma babe... Já experimentaste deixar cair uma lágrima tua em cima da avozinha? Acho que ela se tranformará numa linda princesa... Olha que cenário romântico: O rui e a princesa avozinha a pedalarem por trilhos e desfiladeiros!

Anónimo disse...

Isso...pede mais guloso...tens tido pouca sorte, tens...
melhor mesmo era que a avozinha fosse uma babe e tivesse uma oficina de bicicletas ao lado da sua casinha...
ai ai ai
Catia