segunda-feira, 25 de agosto de 2008

De bicicleta à noite

Ontem fiz a viagem de bicicleta mais horrível de sempre. Vim da Galé até Tróia ao fim da tarde que rapidamente se transformou em noite cerrada. Sempre com vento contra, todo roto depois de um dia de praia, sempre a lacrimejar e com os carros que vinham no sentido contrário sempre a darem-me com os máximos. 
Pessoal, se virem alguém numa bicicleta a noite, em sentido contrário NÃO LHES ESPETEM COM OS MÁXIMOS NOS CORNOS! É que não se vê nada! Mesmo nada! Tive de parar 4 ou 5 vezes e caí 2 vezes na berma. Com isto tudo demorei ainda mais a chegar o que aumentou o suplicio. Para não repetir. Ah e claro que não tinha luzes... sempre com a adrenalina ao rubro... cheguei a Setúbal e aterrei...

1 comentário:

. disse...

Talvez seria melhor juntar à lista de compras umas luzes e um colete reflector.

João